sexta-feira, abril 02, 2010

Tudo tem seu tempo debaixo do céu


Nos dias atuais muitos jovens adquiriram uma nova maneira de pensar em relação ao relacionamento a dois. O que dizemos do “ficar”? O “ficar” é um ato onde pessoas trocam diversas formas de carícias sem compromisso algum. Para algumas igrejas, isso é algo que não pode estar dentro da conduta cristã de alguém, para outras, é algo normal que deve ser realizado com coerência e responsabilidade. Em meio à sociedade é comum ouvirmos esse termo; e a cada dia que passa, essa forma de agir vem ocupando a mente dos jovens. O que gerou isso? Como se deu o surgimento dessa maneira de agir? Acredito que há muito antes o “ficar” já existia na mente das pessoas e só não era manifesto por algumas porque tinham um “padrão” a seguir na sociedade. Mas há jovens que aderiram ou não a essa forma de pensar. Segundo Kezia Rodrigues, 17 anos “o “ficar” não é legal porque as pessoas são usadas como se fossem um objeto; é algo momentâneo; você vive uma ilusão que futuramente irá prejudicar você.” Pois é! Será que o ficar deturpe a personalidade de uma pessoa? Ou então por que os jovens de hoje estão tão ativos nessa prática? Thais Borges, 12 anos diz que “… os tempos mudam, muitas pessoas são inseguras ou só querem se divertir um pouco, em um compromisso você tem algumas responsabilidades, e ninguém gosta de responsabilidade.” Alguns estão fugindo de um sério compromisso e no ” ficar” encontram uma forma de “curtir” um momento que pode ou não ser duradouro. Outros acham que no “ficar” se encontra uma possibilidade de conhecer melhor alguém que pode se tornar seu (a) namorado (a). “Eu acho que tudo tem que a ver uma pespctiva positiva, se você for “ficar” com alguém com uma boa intenção de namoro sério etc… eu acho que vale. Mas pra ser assim tem ser “cabeça”, poucas pessoas tem essa capacidade hoje em dia .. o ficar por ficar com qualquer pessoa que nem se conhece direito e se tornar algo inútil[...]“É o que diz Matheus Diaz, 16 anos.

Mas e você? O que acha disso? Os tempos mudam, e com isso novas formas de pensar são impostas na vida das pessoas. Aquilo que você é está definido no que você faz. Se você acha que não tem a capacidade de saber lidar com isso de uma forma que seja construtiva, aqui vai um recado não meu, mas de Deus: “Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” (Ec 3:1)

Aí vai o meu recado! Se você tem algo a criticar ou uma idéia a expor sobre esse assunto, deixa um comentário! Beijos galera!

E até a próxima!

Um comentário:

Anônimo disse...

Perche non:)