segunda-feira, julho 19, 2010

Era uma vez o Amor...

Será que é assim mesmo?
O amor é um sentimento puro, imaculado que nenhuma palavra tem a força de descrever da forma correta. Existem pessoas que não acreditam no amor e preferem viver sem crer que ele possa existir nas pessoas; há aquelas que acreditam na "sua" própria versão de "amor", a que mais vemos frequentemente nos dias atuais. Eu acredito sim no amor, mas creio que ele não é como dizem por aí que é. Não vemos mais o respeito com o outro, a tolerância, a paciência. O amor é benigno e não precisa de violência, ciúmes e de qualquer outro aspecto rude para existir.
Se todos conhecessem bem sobre o verdadeiro amor, não tería-mos tantos conflitos entre pais e filhos, irmãos e irmãs, entre as nações e ao nosso próximo, os relacionamentos a dois seriam duradouros e não vería-mos tantos problemas sociais.
O amor existe, só falta quem o cultive. A maldade que existe é a falta de amor no coração do homem. Então, o que devemos fazer? Ajude ao seu próximo, respeite as pessoas, e não se acomode a idéia de que o amor é como muitos hoje dizem que é.
O verdadeiro amor nunca morre, se morreu em você é porque não era amor de verdade.

2 comentários:

Erika Beatriz disse...

Eu mato ele mesmo HOHOHO"
aah toma o link do trocinho aí: http://boomp3.com/

Bruna disse...

sahuash eu tbm mato.

Gostei do texto,, bjuss


otimo blog