quarta-feira, dezembro 08, 2010

Fadas não existem, mas eu acredito nelas


Todo mundo já ouviu algo sobre fadas.
Todo mundo já falou algo sobre fadas.
Mas ninguém nunca disse ter visto uma fada sequer.
Eu vi e vou contar pra vocês.
Quando éra-mos pequenas, minha irmã e eu brincá-vos perto de uma praça que de praça só tinha o nome. Era tudo muito velho e os bancos já estavam quebrados. Os únicos a pousarem sobre eles eram os pombos. Contudo, adorava-mos brincar por ali.
Certa vez, me sentei em baixo de uma das árvores que ficavam perto dali e começei a conversar com a senhorita Mariana que era a minha boneca de número um, já que era a única que eu tinha; e mechendo em seus cabelos cacheados ouvi um barulhinho que vinha de cima. Olhei e não vi nada. De repente, uma luz azul apareceu na minha frente e saiu em disparada para o outro lado da rua.
Corri seguindo aquela luz que me encantava, mas ela era mais veloz que eu e não parecia querer que eu chegasse perto. Desapareceu entrando num jardim que só tinha reparado sua existência naquele exato momento. Sem hesitar entrei e lá dentro vi muitas flores. Sim, muitas flores, amarelas, vermelhas, azuis, rosas, brancas; e a mistura dos perfumes exalados era magnífico. Uma florzinha azul me chamou a atenção. Era muito pequena e tinha um brilho saindo de dentro dela. Me aproximei e dentro vi uma criatura muito encantadora. Tinha algo humano sim. O corpo, o rosto, mas apresentava pequenos detalhes curiosos. Tinha asinhas feitas de folhas de árvore e os seus pés não eram calçados com sapatos, estavam enrolados com raízes; os olhinhos brilhantes e muito escuros, mas dava pra ver o arco-íris dentro deles; em uma de suas mãozinhas segurava um lápis amarelinho tão pequeno e bonito. Tentei pegar a criatura, mas ela vôou em minha direção; com o rosto bravo me fez uma careta e me pus a rir achando engraçado. Interessante, pois a cada gargalhada que eu dava, as asinhas da criatura mudavam de cor.

- Oi, o que você é? Perguntei.
- Bom, pra você não era pra ser nada, mas já que a menina curiosa conseguiu me encontrar, não posso hesitar em dizer quem sou. Uma fada.
- Achei que fadas só existiam em contos de fadas. É o que minha mãe sempre diz.
- Preferimos que acreditem em nós dessa forma.
- O que você faz? Perguntei olhando para o lápis que segurava.

Ela saiu voando e com o lápis começou a desenhar muitas outras flores que foram surgindo no jardim. Não só desenhava flores, mas desenhava até o que vestia. De um vestido azul curto, desenhou um azul comprido que recebia tons de asas de borboletas nas pontas. Era tão lindo tudo o que vi. Eu não conseguia acreditar.

- Viu? É isso o que faço. Dou vida ao que penso.
- Nossa! Eu queria poder dar vida ao que penso...
- E você não pode?
- Não. Tudo o que imagino de irreal, fica só na minha imaginação.
- Sei... mas até os humanos podem dar vida ao que parece ser irreal.
- Podemos?
- Sim! O pintor dar vida ao que pensa em sua pintura, e ainda que as pessoas não acreditem, para o pintor a sua pintura tem tanta vida quanto qualquer outro ser. Um escritor transforma o que pensa e o que tem dentro de si através das palavras... uma criança cuida da sua boneca e do seu urso como se fosse algo real... Pra alguns, a vida não está apenas no respirar, falar, andar...
- Nossa! Nunca tinha pensado nisso.
- Quando você acredita em algo, não importa se existe ou não pra o que está ao seu redor, mas precisa existir pra você.

Naquele momento eu me sentia tão bem. Eu percebi que não precisava de um lápis de fada pra dar vida ao que penso; só precisava acreditar...
E é por isso que digo que fadas existem, mesmo que eu tenha inventado essa história.
As coisas não precisam existir para o mundo pra existir pra nós.
Até mesmo nós deixamos de ser real, se deixar-mos de acreditar em nós.

22 comentários:

Preguiça alheia disse...

Eu adoro fadas.. também acredito nelas!

Parabéns pelo blog.. entra no meu e se gostar pode seguir!!

ps.: estou te seguindo!

Abraço,
P.A.
______________________________________
http://www.preguicaalheia.blogspot.com

Pαℓℓoмα Vαsconceℓos disse...

Realmente gostei mto do seu blog, te seguindo, tá?




http://pallomavasconcelos.blogspot.com/

;*

fbasaopaulo disse...

Como diz o ditado da asas a imaginação, é bom as vezes voltar a ser crianças, época em que a gente acredita em tudo que nos contam, e afinal de contas uma das melhores fazes da vida.

Manuella Braga disse...

Eu sempre defendo o que eu acredito. Realmente, eu também sempre gostei de imaginar nessas coisas de 'outro mundo'. Fadas, bruxas, monstros. Tanta coisa. Uma luz azul. Eu quero ve-la também..
Você é uma das blogueiras que eu mais admiro sabe. Teus textos, nossa!
O teu comentário anterior me serviu de incentivo para a nova postagem. Desta vez fiz um texto grande e gostaria da tua opinião *-* Sério, você é um exemplo de blogueira!
Parabéns, e você sabe que eu estarei SEMPRE por aqui.

Juliana Cysne disse...

"As coisas não precisam existir para o mundo pra existir pra nós."
Amei essa frase. Seu texto ficou perfeito.

Carlos Withe N. Rodrigues Jr. disse...

Verdades ou mentiras não importam mais.Como diria Nietzsche: " Não existem fatos, apenas convicções"
______________________
http://assimounao.blogspot.com/
Lê, comenta, segue, sei lá.
Eu retribuo.

marcela disse...

Gooosteiii do blogggg!!

o template mtooo fofoo! *-*

Beijoooos!

^^

Zélio Marulo Jr. disse...

O melhor faz de contas é fazer de contas que realmente existe.

Grande Abraço.

www.bloginoportuno.blogspot.com

Bons Ventos!!

isa ≧∀≦ disse...

Que lindo texto, e a "moral" dele, tipo, que sensibilidade, me envolvi tanto que quando terminou, fiquei procurando se tinha parte II ou algo assim :c huaiha

parabéns (:

@carlalessa disse...

oooi, estou te seguindo !
ameei seus postes !
descupe, mais tomei a liberdade de copiar este, espero que não se importe !

segue também ?

Thássia Maziero disse...

I do , i do believe in fairies!
Sempre fui apaixonada por fadas, desde criança, lógico que com a maturidade vamos deixando de acreditar ou acabamos esquecendo, mais eu amo fadas, e desejo do fundo do meu coração que elas existam *-*

Maykel disse...

Olá vim te indicar para um selo, visite meu blog para recebe-lo!


www.mascarasdaverdade.blogspot.com



Abraços!

ThayShafer disse...

Gostei muito do seu blog *-*
seus textos são muito criativos, e adoro como você os interpreta com simplicidade, meus parabéns.

Já estou te seguindo, me segue também ?

http://thayshafer.blogspot.com/

Priscilla disse...

Querida, tem selo pra ti no meu blog!
Dá uma passadinha lá
Um grande beijo!
http://passionalidade.blogspot.com/

Jéssica F. disse...

nossa, que lição esse texto, adorei, e adorei o blog também, já estou seguindo õ/ beijos :*

Danny disse...

Oi lindinha, tem um selo pra você lá no meu blog.

http://www.epomed.blogspot.com/

Thássia Maziero disse...

Liiinda, dediquei um post pra você no meu blog, da uma passada lá : http://elasabia.blogspot.com

Danillo Macedo disse...

muito bonitinho... : ) tem umas idéias fantásticas, que todo mundo pensa mas não sabe como dizer...e vc vive esse processo de ebulição, com o fogo da escrita e o combustível do pensamento... : ) meu blog refeito: rabiscos-danillomacedo.blogspot.com

- hugs.

marcela disse...

Olha eu akee de novooooo....

To passando pra deixar o link do meu novo blog flor!!

e dizer q estou aguardadndo um novo post =D

beijaum

Sergio Martins disse...

Adorei teu blog e estou te seguindo, caso queira seguir-me também, veja:http://asvozesdomar.blogspot.com/
Abç!

Anônimo disse...

molto intiresno, grazie

Anônimo disse...

As coisas só existem quando se acredita nelas.Se você não acredita,então...é como se elas morressem. As pessoas tem muito mais poder do que imaginam.