terça-feira, maio 17, 2011

Flores de sonhos

Sonhei com flores que brotavam em risos no meio de pesadelos.
Eram flores belas, indiretas, que iam e vinham com o correr do vento.
Algumas de suas pétalas se desprendiam e vinham até mim com a essência de sonhos que sonhei quando criança e me meti a esquecer por causa das dores que senti.
Uma dessas flores tinha muitos espinhos. Espinhos grandes que me traziam na mente o medo de me machucar amargamente. Mas,ela era tão bela. Senti o desejo de tocar, pegar e ver de perto o que tanto eu queria para mim. Não era apenas a flor mais bela; era muito mais. Em cada uma de suas pétalas vinha gravado um sonho. Peguei. Minha mão sangrou. Vi meu sangue percorrer pelo caule daquela planta e pingar no chão formando marcas. Senti a dor me consumir ao ponto de ir à minha alma e fazê-la gritar. Chorei. 
Achei que não ia suportar a dor que os espinhos daquela flor me causava, mas, vi que ao tocá-la, cada uma de suas pétalas se desprendinham e flutuavam no ar. Elas pairaram diante de mim e de repente as vi subir ao céu como uma oração a Deus. Acho que ao chegarem lá, Ele pegou cada uma delas, as leu vendo os sonhos gravados e olhou pra mim sorrindo. Foi aí que pude ver no meu jardim, muito mais daquelas flores rodeadas por joaninhas, formigas e borboletas que gravavam nas pétalas das lindas florzinhas os sonhos que gravei no meu coração. Sonhos, que quando Deus vê, sorri.

3 comentários:

Janaina Cruz disse...

Lindo texto Hozana,

Há dores que nos trazem sabedorias, e é preciso tocar os espinhos, para entender o perfume das flores...

Amei teu blog, vou segui-lo...

Abraços e ótimo fim de semana

Candy Poison disse...

Amei seus textos, adorei seu blog, e gostei tanto que já estou seguindo
se puder acesse o meu !
www.thingsofcandy.blogspot.com

Patricia Paulino disse...

Hozanazinha!
Gostei muito quando você finalizou o poema com: "... Ele pegou cada uma delas, as leu vendo os sonhos gravados e olhou pra mim sorrindo. Foi aí que pude ver no meu jardim, muito mais daquelas flores rodeadas por joaninhas, formigas e borboletas que gravavam nas pétalas das lindas florzinhas os sonhos que gravei no meu coração. Sonhos, que quando Deus vê, sorri."

Achei muito inspirador e profundo.
Belo...
Fica com Deus.