quinta-feira, agosto 16, 2012

O que há de torto em mim







As vezes as coisas perdem o sentido quando tudo começa a perder a graça.
Já percebi que em alguns momentos sinto borboletas que giram na minha cabeça me deixando tonta.
Borboletas são lindas, mas gosto mais delas quando não me impedem de ficar de pé.
Gosto do meu equilíbrio e do equilíbrio das coisas.
Até o equilíbrio precisa estar equilibrado para fazer dar certo. Mas as vezes o certo é perder a noção que te faz ter uma queda onde nem se você pudesse andar em corda bamba conseguiria um bom resultado das coisas.
Eu percebo que eu as vezes me deito pra pensar porque acho que faz bem e o que acontece é que eu prefiro mesmo é pegar no sono e dormir; talvez sonhar, sonhar com algo que me faça roncar por pelo mais um pouco talvez.
As pessoas são boas quando escolhem isso. Outras são ruins porque está dentro delas.
Eu gosto dos animais...
Algumas coisas não tem sentido algum.
Essas são aquelas que ou a gente esquece, ou deixa ela nos levarem pra sei lá onde.
Eu ainda continuo gostando do equilíbrio. Ele me mantém de pé.

2 comentários:

Dilly Monnete' disse...

Vi uma linda borboleta azul passar por mim aqui agora.
Aposto que era teu pensamento, voando solto por aí ^^ Livre e leve como uma borboleta.
Gosto de acompanhar devaneios e reflexões como os seus *-* à primeira vista podem parecer sem nexo, mas basta um olhar atento e pronto! já estamos lendo o próprio autor do texto!
Foi um imenso prazer "ler você" (:
E confesso que também é o equilíbrio que me mantém de pé.

Obrigada pela visita ao meu blog, fico feliz que tenha gostado (:
Abraços, e até breve!

aivilana disse...

Haha!
Que conciliação bacana entre as palavras e entre o que usa para expressá-las!

Anos sem aparecer por aqui e estou só me surpreendendo com os Blogs que sigo. ;)