sexta-feira, setembro 06, 2013

Tempestade em meio á uma bacia cheia de água e sabão

Em meio á dias turbulentos, há momentos frutuosos. Pequenos momentos que trazem a fortuna de viver. Quando eu era criança, gostava de brincar com as bacias e baldes cheios de roupas ensaboadas com espumas saindo pelas bordas que a minha mãe deixava em frente ao tanque de casa enquanto lavava as outras peças de roupas. Eu sentava ao lado dela e imaginava que naquelas bacias havia um mar tempestuoso e como num sonho, mergulhava minhas mãos dentro das espumas colocando os dedos mexendo para fora. "Tentáculos de um monstro", eu pensava. Um monstro em meio á uma tempestade. Aquilo parecia tão real para mim que em minha cabeça eu me via naquelas espumas no meu barquinho tentando fugir do monstro que eu mesma projetava com os meus dedos. No fim, eu apenas pegava uns punhados de espumas e nas minhas mãos as soprava lançando junto com as bolhas que iam no ar toda aquela fantasia.
Se eu fechar os olhos agora eu consigo ver as bolhas de sabão sambando com vento. A tempestade desintegrada bailando no ar. O momento bonito da tempestade. Existe o momento bonito da tempestade.


Observação: Talvez a imagem pareça não ter nada a ver, mas ela me traz a expressão exata de fim de tempestade no que se refere a mim e ao que sinto. 

4 comentários:

Melm. disse...

Amei!

Claudiomar Aparecido disse...

adorei o seu blog, muito legal

Rodolfo Soares disse...

Dias turbulentos nos marcam pelos pequenos momentos turbulentos... Gostei do texto! Parabéns!
Gostei muito do Blog! Estou seguindo!

Abraços
Rodolfo Soares
http://umguardalivros.blogspot.com.br/

Daniele C. S. disse...

Que imagem linda, gostei muito do recado, há um lado bom na tempestade e ela passa.
Abraços!