Invencível

01:38

- Compreendo que você está querendo acabar com tudo, mas eu te amo...
- Não dá mais... Fala ela, trêmula, sem conseguir olhar nos olhos dele.
- Você é tudo pra mim Maria! Vamos recomeçar! Toma! Te trouxe flores...
- Por favor Eduardo, acabou! 
Nesse momento, ele para olhando fixamente para ela que segura uma explosão de choro dentro de si e fica parada no mesmo lugar, sem muita reação; como um bicho acuado que tem medo de se mover. Ele chora. Respira fundo mais um vez e diz:
- Você não pode acabar comigo assim... Não te fiz nada! Nada! Você nem me merece e eu estou aqui!
Ela fica muda, como se uma voz dentro de si a dissesse "Não fala nada!". Não olha pra ele, como se o coração dissesse que iria explodir se ela o fizesse.
- OLHA PRA MIM MARIA! EU TÔ FALANDO COM VOCÊ! 
- Por favor, Eduardo...
- Maria, eu te juro, as coisas vão ficar melhores... Nós podemos ser felizes juntos! Confia em mim!?
Nesse momento, ele toca o rosto dela com um carinho afetuoso, como quem quer afagar a dor e fazer curar o que está ferido. Os ombros dela dão um leve pulo enquanto a cabeça dela quase entra pra dentro do corpo e ela tenta se esquivar enquanto ele a abraça segurando-a fortemente em seu peito.
- Não vamos mais brigar... Fala ele baixinho.
- Você vai ser muito feliz comigo, você vai ver... Você só precisa colaborar mais, né?
- Como assim, Eduardo? 
- Ué, você sempre cria um novo problema e você me provoca! Se você fizer mais o que eu digo, a gente não vai mais brigar. Vem cá! Vamos pra casa, vamos? Ele pega na mão dela e começa a caminhar a levando em direção ao carro que está parado na próxima rua. Enquanto caminham, ela pensa, mas antes de pensar, ela sente. Ela sente um dor, uma agonia; sente que as entranhas estão sendo corroídas pelo ácido mais forte que já inventaram. Aquela vontade explosiva de chorar dobra o tamanho e dessa vez ela produz dentro de si uma grande força pra conter as lágrimas que borbulham nas pálpebras. Em seguida pensou, lembrou. Viu várias palavras enviadas como tesouras cortando as suas roupas porque elas não eram ideais; as frases de silêncio que ela fazia quando ela ouvia um "Cala a boca!" e um "Você não consegue viver sem mim, porque tudo o que você tem sou eu que te dou e você não é nada sozinha... Ninguém vai te querer como eu." Sentiu uma dor no olho esquerdo e lembrou do primeiro soco. Do segundo, do terceiro; de todos. Olhou para o braço que tinha a mão dele na dela e viu uma figura roxa. Outra figura roxa na perna esquerda e outra figura mais rocha na altura do estômago. Essa ela não podia ver, mas podia sentir e sentia muito porque era recente. Lembrou de todas as flores dos dias seguintes, e de todas as palavras carinhosas junto com um pedido de desculpas que vinham acompanhados de palavras acusativas, num tom disfarçado, encoberto e maquiado com rosas. Em toda a sua história nunca tinha se sentido tão pequena, tão suja, imoral, e imprestável. Sentiu que não podia lidar com isso, que não tinha forças. E que talvez ele tivesse razão. 
Mas, subitamente ela parou. Soltou as mãos dele e disse olhando nos seus olhos:
- Acabou Eduardo! 
- Como é que...
- ACABOU! Agora eu respondo por mim e você vai responder pelos seus atos!
Ela seguiu sozinha, tremendo, achando que ia a qualquer momento desabar no chão. Tinha medo, estava apavorada, enquanto ele falava, falava e falava ao seu pé do ouvido. Ela continuava andando como se não estivesse sendo seguida por aquele som angustiante da voz dele, mas seguia firme. Pelo menos era o que aparentava. Foi seguindo enquanto aos poucos não se ouvia mais o som de nada e logo, estava sentada, na frente de uma mulher fardada com um distintivo no peito. Contou histórias. Histórias reais de uma dor que ela sentia e que a fazia se sentir um lixo. Agora, ela se sentia invencível.

You Might Also Like

31 comentários

  1. Amei esse conto, é lindo, tão forte. Mostrou um momento difícil para qualquer mulher, como ter força para parar as coisas, para largar um relacionamento desses :/
    Sua escrita é maravilhosa, já estou esperando o proxpró conto seu ❤️
    Beijos ❤

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Melissa! É importante a mulher saber que ela pode e deve sair de qualquer relacionamento abusivo.
      Beijinhos! Obrigada pela visita! Retribuindo... ❤

      Excluir
  2. Amei seu post, li uma frase hoje que dizia que a gente pensa que amor é não desistir, é persistir, mesmo quando sabemos aquele relacionamento nos destrói. Mas que depois a gente percebe que amor mesmo é deixar ir, é buscar o que é o melhor para nós, porque não existe nada maior e melhor que o amor próprio.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Kaila! A gente primeiro se ama pra poder amar o próximo, seja quem for.
      Beijos!! Obrigada pela visita! Retribuindo...

      Excluir
  3. Respostas
    1. Obrigada Emerson! Uma ótima semana pra você também!
      Até logo!!! :)

      Excluir
  4. Fui lendo e imaginando a cena em minha cabeça, já vivi uma situação beeem parecida e revivi cada sentimento perdida em suas palavras, uau" foi forte!
    Parabéns, adorei o estilo de literatura!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Simone! Espero que você esteja bem hoje! Obrigada pelo comentário! Beijos!!

      Excluir
  5. Nossa que pesado!!
    Que horrível estar num relacionamento assim, mas é admirável a coragem em sair disso.
    Belo texto.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ah, que conto lindo! Diálogo forte, que diz tudo! Você é muito boa, moça!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  7. Bem reflexivo este texto.
    Obrigada por visitar e comentar no meu blog e parabéns pelo seu.
    Já me tornei seguidora e te convido para seguir o meu também

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Wonderful post, dear! ♥ I really liked it!
    Hugs ♥

    ResponderExcluir
  9. Oiie,
    Que conto fantástico. Eu gosto da temática abordada, e ser mulher, ver esse tipo de representação é muito bonito.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica!! Muito obrigada pelo apoio! É importante falar de temas assim!
      Fico feliz que tenha gostado! Beijos!

      Excluir
  10. Oi Hozana, parabéns pelo seu texto. A tua escrita é bem leve e você descreve bem os sentimentos, mesmo com um texto tão forte assim. Parabéns =)

    http://www.verdadeescrita.com/ja-nem-sei-mais/

    ResponderExcluir
  11. Seus textos são ótimos, inclusive esse.
    Poste mais!

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Hey Hozana! Tudo bem?
    Infelizmente é a realidade de muitas mulheres!
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Tenha um bom final de semana!

    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem, obrigada! :)
      Infelizmente muitas histórias assim, terminam em tragédia. É importante encorar as mulheres que sofrem desse tipo de violência, a denunciarem e a cortarem (mesmo sendo tão difícil), relacionamentos abusivos.
      Obrigada pelo comentário. Tenha uma ótima semana também! Beijos!!

      Excluir
  13. Fiquei com tanto medo da história terminar igual muitas realidades por aí, onde a moça morre depois do término :(

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente acontece muito da história terminar muito mal. Quis trazer no texto, a consciência e a esperança de que a mulher consegue romper com relacionamentos assim e que é importante denunciar.
      Obrigada pelo comentário! Beijos!
      Volte voando! :)

      Excluir
  14. Świetny post ! :)
    obserwuje i zapraszam do mnie
    https://milentry-blog.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário!
Volte voando.

Seguidores

Translate