Em Outros Poemas Poesias Versos

Por que eu escrevo?

Eu escrevo porque eu sinto que dentro de mim moram tantas palavras, tantos sentimentos e versos que se eu não escrever, explodo. É um furacão que destrói os ossos e uma flor que brota na carne. Como explicar o que a alma sente? E como dizer o que não se entende? Quando quero dizer o que não dá pra entender, eu escrevo. Isso me liberta, me libera, me livra e fala de mim, sobre mim ou apenas o que eu pensei ou senti. Escrever cria sentimentos novos e me leva para um lugar onde eu não escondo nada de mim. As vezes vêm como um vômito e outras como um sopro suave de um ar quente que sai do meu pulmão pela boca. Eu escrevo para poder sentir e as vezes para parar de sentir. Quantas flores se plantam escrevendo? Muitas! E se enterra muitos ossos também. Dizem, que escrever é o verbo dos solitários. Eu digo que sozinho é quem não tem a si próprio e escrever me traz de volta pra mim. As vezes, não.
Sinto que eu preciso escrever e eu escrevo de tudo. Mas, quanto mais escrevo, mais sinto que tem mais pra dizer ou pra calar em versos. Talvez, isso seja porque a alma é infinita.

4 comentários:

  1. Que coisa linda. Escrever é um ato muito bonito de compartilhar sentimentos e experiências. Amo escrever também.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Monique! Seja sempre muito bem vinda! Beijos!!

      Excluir
  2. Oii Hozana!! Eu adorei o seu texto, é bem assim que eu me sinto. Além da alma ser infinita é tão bom poder usar os versos pra desabafar. Parabéns pelo seu texto =)

    https://www.verdadeescrita.com/

    ResponderExcluir