quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Como os livros me salvaram

Algumas coisas me salvaram nessa trajetória de vida, mas decidi falar de uma pequena parte desse enorme quebra cabeças de histórias. E é nessa pequena peça desse quebra cabeças que os livros me salvam.
Eu lembro bem quando eu aprendi a ler, mas lembro mais ainda como eu me sentia antes de conseguir fazer isso. A primeira vez que eu abri um gibi eu fiquei maravilhada com aquelas imagens cheias de balões que contavam histórias, mas frustrada por não entender os diálogos ali escritos. Aquelas lindas figuras que ilustravam a história de animaizinhos no meio da floresta me encantavam e eu queria saber o que eles estavam falando uns aos outros. Certa vez, com um pouco mais de um metro de altura, na barra saia da minha mãe, resolvi pedir para que ela lesse para mim; e com o rosto triste e cabisbaixo ela me disse:
- Minha filha, eu não sei ler...
Infelizmente, minha mãe teve uma infância difícil e acabou não indo a escola. Com isso, não tinha ninguém que pudesse ler para mim e a partir daí meu interesse por aprender a ler aumentou ainda mais. Todos os dias eu folheava os gibis esperando que como num passe de mágica, em algum momento eu conseguisse juntar as letras e entender as palavras. Isso não aconteceu dessa forma, mas com alguns meses na escola, juntando uma sílaba aqui e outra ali, eu aprendi a ler. E muito rápido, por sinal! Mas, vamos a parte em que os livros me salvam?
Ainda na infância, comecei a viver um contexto de vida que para qualquer ser humano seria difícil, mas para uma criança, foi devastador. Até hoje eu não conseguia nomear o que eu passei, até que alguém me disse indiretamente que o que eu sofria era abuso. Este verbo significa fazer um uso incorreto, excessivo, injusto, impróprio ou indevido de algo ou de alguém e no contexto desse verbo eu vivi por muitos anos. Além de todos os detalhes que prefiro não expor, eu vivia sob constante estado de terror e não tinha amigos nenhum; mal podia me aproximar afetivamente e muitas vezes fisicamente de pessoas que eu amava, o que tornava tudo mais difícil de suportar. Como uma boa criança, eu me refugiava na arma mais poderosa que uma criança pode ter: a imaginação. Mas até para uma criança, a imaginação precisa de combustível para fluir e como uma criança que vivia em meio a profundos e diversos tormentos, eu posso dizer que a angústia e a dor que eu sentia acabavam sendo mais fortes e eu parei de imaginar. Para quem tem fé, vai acreditar que Deus foi tão bondoso comigo, que me deu uma rota para me aliviar do meu sofrimento e o nome dessa rota foi "a generosidade de alguém". E o que esse alguém tem a ver com a história em que os livros me salvam?

Um dia, meu pai e eu estávamos na rua quando uma mulher nos abordou e nos disse que havia muitos livros na sua casa e que estava doando todos eles. Em sua grande maioria, livros de literatura infantil. Meu pai aceitou e se prontificou a buscar os livros que ela tinha pra doar. Ele voltou com um grande saco plástico que carregava dezenas de livros. Fiquei muito animada. Aquilo era algo novo e eu queria descobrir esse universo tão mágico da leitura. Eu só não imaginava o quão poderoso isso seria para mim. Em muitos momentos sozinha, eu lia e relia livros que definitivamente me transportavam da minha cruel realidade para um mundo tão lindo e mágico de histórias que me faziam naquele curto momento de leitura parar de sentir a constante dor que acompanhava a minha alma, para sentir alívio e alegria. Muitas vezes, eu esquecia quem eu era para apenas poder ser o personagem que vivia uma história que eu queria viver. E lendo, eu vivia. Uma, princesa, uma rainha, uma garotinha cheia de amigos e uma fada que tinha ideias. "A fada que tinha ideias" havia se tornado o meu livro favorito e muitas e mutias vezes eu o lia pensando em como aquela fada era corajosa e inteligente da maneira como eu queria ser. Tudo era mais leve e divertido no mundo dessa fada. Os livros eram o meu pequeno refúgio; me tornaram mais forte, mais inteligente e me deram uma oportunidade de crescer. A proximidade com os livros, me fez me destacar na escola e por essa razão muitos caminhos lindos foram abertos para mim. Eu cresci tendo a escola como o melhor lugar do mundo e a biblioteca era onde eu passava grande parte do meu tempo. 
Não posso dizer que os livros foram os meus principais heróis. Eu tenho muitos outros heróis na vida. Porém, dentro da minha longa história formada por milhares de peças de quebra cabeças, os livros foram uma das pequenas peças que me salvaram. Acredito que todo autor de livro, ou até mesmo quem nunca escreveu um livro, mas escreve, deve saber que isso pode salvar alguém. Gosto de escrever pensando nisso. Quando eu escrevo, eu penso naquela garotinha de 8 anos de idade, que viu na história escrita por um autor, um encontro com a paz. Eu escrevo pra ela.
SHARE:

38 comentários

  1. Que história linda. Minha mãe é professora, então eu sempre tive muito incentivo para ler, mas minha vó sabe ler muito pouquinho e lembro dela me falando que adoraria ler todas essas histórias incríveis. Ler é maravilhoso e com certeza muda muitas vidas como mudou a sua.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Monique!
      Que maravilha você ter crescido com esse incentivo!
      Tenho certeza que fez grande diferença na sua vida.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Ai que lindo esse depoimento!
    Os livros me salvaram também, mas foi de outra forma...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Fiquei curiosa pra saber como os livros te salvaram.
      Quem sabe você não conta no seu blog em alguma publicação hein?
      Eu ia adorar ler.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Que história mais linda. Assim aconteceu comigo, uma vez uma tia minha doou tantos gibis, que me senti a criança mais rica (de leitura) da face da terra. Era surreal! Como se fosse um sonho realizado. <3 Mas sempre me incentivaram a ler, pois minha mãe é professora, então sempre estive em meio a livros! Mas infelizmente a falta de tempo me fez estagnar, e agora que estou voltando aos poucos. <3

    nicenessbeauty.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí, que amor!
      Também diminuía muito minha leitura devido da tempo e outras prioridades. A faculdade consome bastante. Hahaha
      Beijos! Obrigada pela visita! Estarei retribuindo em breve!

      Excluir
  4. Oi Hozana,
    Os livros também me salvaram e ao ler seu post fiquei arrepiada porque é muito mágico ver a força que os livros nos dão.
    Fico feliz que você tenha encontrado a felicidade neles.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra!
      Que bom saber disso! Seria muito bom saber a sua história com os livros. Se um dia compartilhar, me chama pra ler.
      Beijos e obrigada por sua visista!

      Excluir
  5. Que lindo ♥
    É incrível como algo, principalmente algo relacionado a arte pode nos salvar né?
    No meu caso foi a música, é algo que está sempre comigo e me ajuda em todos os momentos.

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Valéria!
      A música também me salvou, mas essa é outra parte da história. hahaha Por isso que termino dizendo que tive muitos heróis.
      Beijos e obrigada pela visita.

      Excluir
  6. Que história mais linda, sério. Minha mãe sempre comprou muitos livros para mim quando eu era pequena e isso me proporcionou muitas memórias boas!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha, Kaila! Esse estímulo é muito bom.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  7. Olá, Hozana.
    Que lindo me emocionei aqui porque quase tudo o que escreveu aconteceu comigo. Meus pais são quase analfabetos e os livros foram a salvação minha e deles também. E as pessoas não entendem porque amo tanto ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil,
      Conta a sua história também! Vou amar ler!
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Meu Deus que lindo. Lamento muito pelo seu sofrimento, mas graças a Deus você encontrou um escape que te fez se sentir melhor e te ajudou a se tornar essa mulher forte e inteligente.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  9. Que história inspiradora, a mim foi a música. Sempre tive gosto pela leitura e também aprendi muito com a mesma!

    Beijinhos,

    https://damselme.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Hozana

    Que lindo e emocionante relato. E emociona mais ainda porque lendo os comentários a gente vê o quanto a leitura foi importante na vida dessas pessoas também. Eu também fui salva pela leitura de uma infância e adolescência difícil, onde sofria muito bullying (bullying pesado) onde chegava ao ponto de eu não querer sair de casa, onde eu questionava o meu valor e os motivos pelos quais eu existia. Mas o importante é que fomos salvas... com umas das melhores formas possíveis.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamires!
      Fico muito feliz de ver que muitas pessoas que tiveram contextos parecidos o diferentes, mas difíceis como o meu, tiveram essa parte mágica da leitura ou até outros tipos de heróis fazendo diferença.
      Sinto muito pelo que você passou. Se um dia contar sua história, me convida pra ler tá bem? Eu vou adorar!
      Beijos e obrigada pela visita.

      Excluir
  11. Que linda a sua história com a leitura. Espero que esse amor dure para sempre. Gostei muito do texto e de como você se expressou nele.
    Bom final de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Voltamos do hiatus com bons conteúdos.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Que bom que voltaram do hiatos!
      Até a próxima!

      Excluir
  12. Que história linda a sua. Seu relacionamento com a leitura é incrível! Espero que você nunca esqueça essa garotinha que foi um dia, curiosa pelas letras e saber o que formam. Ler é algo inexplicável que só se entende lendo mesmo. =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Que linda e também triste sua história. Inspirador, aliás, em vista que muitos ainda não acreditam no poder da leitura. Eu lia o que era obrigatório na escola, mas meu apego e paixão veio mesmo quando comecei a ter problemas em me estabilizar em um emprego. Salvou meu emocional completamente. Sinceramente, não sei se estaria viva pra te contar isso, se não fossem os livros que cruzaram meu caminho nessa época.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nana,
      Fico muito feliz de saber que os livros te salvaram (literalmente).
      Muito obrigada pela visita e também compartilhar um pouco da tua história.
      Beijos!

      Excluir
  14. Que história incrível, fico impressionada com a capacidade que os livros tem em salvar tantas pessoas de situações difíceis como essa!

    www.estante450.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Obrigada por compartilhar uma história que esbarra em momentos tão dolorosos da sua vida. Eu fico feliz porque acho que o seu post faz com que nós, leitores, pensemos em algo que nos parece tão trivial: abrir um livro e lê-lo. É bacana quando um post nos tira do piloto automático.

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  16. Oi Hozana, tudo bem?
    Que história linda e tocante. Que bom que você encontrou força nos livros.
    Eles foram meus amigos próximos desde criança, o meu carinho por eles é enorme.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem sim, Prih!
      Que bom que gostou da história.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  17. Oie,

    Lindo depoimento. Achei sua história tão marcante. Tem certas coisas que acabam sendo nossa inspiração e até mesmo certas muletas para passar por momentos difíceis.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que você disse.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  18. Nossa, que texto mais lindo. E que história triste! :(
    Sinto muito mesmo por tudo que passou, e imagino que não deva ser fácil falar sobre isso aqui, abertamente, para que todos possam ler.
    Mas eu admiro sua coragem em falar sobre, e em nos mostrar o quão forte você conseguiu ser, apesar de tudo, e o quanto os livros foram importantes nesse processo.

    Bjus ♥
    Início de Conversa

    ResponderExcluir

© Borboletra