sexta-feira, 1 de março de 2019

A boneca

- Aaaaaaaaaaaaah!
Essa é a minha voz em um grito ecoando pelo meu quarto enquanto me olho no espelho. Estou perplexa diante do que vejo e não consigo entender o que aconteceu comigo; no mínimo é assustador.
No dia anterior, horas antes de me deitar para dormir, li algo para minha irmã Luzi que deitada na cama ouvia com atenção a história que eu lhe contava. Mamãe e papai estavam com visitas importantes e como minha irmã e eu não temos idade para dormir tarde, nossos pais fazem questão de que estejamos na cama na hora por eles decidida. Para mim isso é uma tolice, pois, já tenho 10 anos e já sou bem crescida. Mamãe ou papai é quem lê para Luzi antes de dormir mas, nesse dia esta tarefa estava dada à mim.
- Anie, o que acontece agora? Luzi me perguntava com grande entusiasmo querendo saber como se concluía a historia.
- Agora, a pequena menina pega sua boneca mágica e vai para uma linda casa que fica na árvore no quintal de sua casa e...
Nesse momento Luzi me interrompeu e olhando desconfiada para as bonecas que ficam em diversos lugares do quarto me perguntou:
- Você acha que elas são mágicas?
- O que? As bonecas?
- Sim...
- Ah, sua boba! É claro que não!
- Por que não?
- Ora, porque são apenas bonecas.
Luzi bocejou; sinal de que o sono havia chegado e aos poucos ela foi apagando. Eu fechei o livro e bocejando fui para minha cama. Antes de mergulhar em travesseiros e lençóis, olhei para as bonecas ao lado e tentei imaginar se teriam ou não algo mágico. Nesse leve pensar, acabei adormecendo abraçada com minha boneca favorita, Susane.
Agora, diante do espelho estou assustada tentando entender o que se passa. Meus cabelos estão tão iluminados que refletem toda a luz que recebem; meus olhos grandes e azulados como sempre foram, me parecem de vidro e minha pele tem uma textura de plástico. Meus lábios estão tão corados, que combinam com meu par de bochechas rosas. Eu definitivamente e questionavelmente sou uma boneca! Algo tão meigo e doce veio a me assustar tanto quanto um monstro no armário. Ao menos o monstro do armário não sou eu. Busco entender o porque disso. Imagino que alguma das bonecas tenha ficado chateada com o meu ceticismo em relação à magia que nelas possa existir.
- Tudo bem, bonecas, a festa acabou! Me tragam de volta! Quero minha pele e tudo o que era antes.
Em resposta, um grande silêncio me incomoda. Penso em procurar meus pais, mas acredito que isso não seja o melhor a fazer. E se eles me venderem numa caixa com uma fitinha cor-de-rosa? Não, tenho que achar uma maneira de voltar a ser menina de volta.
- Por favor bonecas! Eu prometo que não vou mais desfazer as tranças dos cabelos de vocês se me trouxerem de volta! Prometo melhor, prometo que farei roupas para todas, mas têm que me fazer voltar a ser a garotinha que eu era.
Nesse momento ouço uma voz; uma voz familiar que ecoa livremente pelos meus ouvidos.
- Anie! Anie, querida!
Eu procuro em todas as direções, mas não consigo ver de onde vem aquela voz que repetidas vezes diz:
Anie, querida! É hora de acordar!
Abri meus olhos e encontro outro par de olhos esbugalhados que me fitam com carinho. Minha mãe me acaba de me acordar de um sonho.
Passei a ver as bonecas do meu quarto com outros olhos. Talvez fossem mágicas, não sei. O que sei é que mesmo que sejam adoráveis, lindas e maravilhosas, de boneca só quero o nome e a companhia.
SHARE:

27 comentários

  1. Que texto incrível! Me pareceu um livro que li outro dia, a história é bem parecida. Mas se já tinha certas ressalvas com bonecas, agora que terei mesmo... kkk
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que legal Hanna!
      Me diz depois que livro foi!
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Adorei o texto tens imenso geito
    Beijinhos, http://damselme.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Quando eu era pequena, tinha aquelas bonecas gigantes no meu quarto e morria de medo delas ficarem olhando para mim durante a noite. Ela foi parar no fundo do guarda roupa e mesmo assim, eu ficava arrepiada quando o abria, rs.
    Ótimo texto, Hozana!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha! Todos nós temos alguma experiência assim.
      Beijos e obrigada pela visita Ale.

      Excluir
  4. Adorei o texto, quando criança nunca fui muito fã de boneca sempre tive medo haha!

    Beijos bom feriado
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto!
    Eu tinha várias bonecas quando era pequena, mas raramente brincava de boneca mesmo, como eu queria ser médica, sempre colocava elas em fila e fazia o atendimento, dava remédio, cuidava e etc rsrsrs
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Adorei o texto. Se eu acordasse e visse bonecas assim no meu quarto, ia entrar em pânico lembrando da Annabelle kkkk

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se acordasse com a aparência de uma boneca (sendo uma, na realidade!), eu também ficaria muito assustada. hahahaha
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  7. Olá,

    Adorei o texto.
    Quando criança sempre tinha a sensação das bonecas se mexerem rsrs.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sensação estranha né?
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Gostei da criatividade para escrever, parabéns!

    www.estante450.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da magia do conto! :D
    É muito legal me deparar com uma história que carrega em si elementos da nossa infância.

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Fico feliz!
      Beijos e obrigada pela vista!

      Excluir
  10. Olá, Hozana.
    Seu texto hoje é de terror hehe. Se é eu no lugar dela tinha morrido de medo. Ainda mais que na minha época de criança tinha uma história de que as bonecas da Xuxa mordia as crianças de noite hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha lembro dessas histórias.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  11. Que texto incrível garota! Parabéns!

    Ótimo post!
    >>> https://blogjulianarabelo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Amei o texto. Quando eu era pequena, tinha pavor de dormir perto das bonecas, meu pai tinha uma mania de contar as coisas que ele passou a vida ouvindo (coisa de interior) e aquilo me apavorava tanto que quando começava a escurecer eu não gostava das bonecas rs.
    Seria bom se as bonecas fossem mágicas de verdade
    beijos
    lolamantovani.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha também ouvia muitas histórias assim.
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  13. Oi
    legal o texto, diferente e meio assustador essa situação das bonecas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Adorei o texto. Tem muitas meninas que não gostam de bonecas e tem medo delas.
    Parabéns pelo novo layout do blog.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Voltamos do hiatus com bons conteúdos.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

© Borboletra