domingo, 1 de setembro de 2019

Cortar, verbo que muda

Cabelos ondulados, longos, fáceis de serem levados pelo vento. Deles saíam um brilho refletindo beleza; exalavam um perfume que acariciava as narinas quando se inspirava. Qualquer movimento e qualquer coisa que ela fizesse com eles a fazia parecer uma deusa. Ela tinha uma presilha em forma de libélula que prendia parte do fios em cima da orelha direita. Era tão bonita.
Por uma série de desventuras, ela estava triste. São aqueles momentos que não se adiam, nem se pode fazer muito pra mudar o infortúnio. Com uma senhora habilidosa e uma tesoura, cortou os cabelos. Tão curtos quanto os cabelos da Winona Ryder em "Outono em Nova York". Cortou-os como qualquer mulher que corta os cabelos quando quer mudar. Não essencialmente a si, mas a tudo. Porque talvez, quando certas coisas por um momento se mostram imutáveis; cortar os cabelos traz a sensação de poder mudar as coisas. 
SHARE:

7 comentários

  1. Não me diga que a senhorita cortou o cabelo de novo?

    ResponderExcluir
  2. ''Cortou-os como qualquer mulher que corta os cabelos quando quer mudar. Não essencialmente a si, mas a tudo. Porque talvez, quando certas coisas por um momento se mostram imutáveis; cortar os cabelos traz a sensação de poder mudar as coisas. ''

    É exatamente isso, não é apenas uma simples mudança visual, vai muito além.

    ResponderExcluir
  3. Adoreeeeei!
    Eu amooooooooo cortar cabelo!
    Mas nunca tive corte como da Wynona em Inverno em NY. Meu rosto é muito redondo para isso, hahaha.

    Beijooos

    Teca Machado
    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  4. Realmente é uma mudança e tanto.
    Bom fim de semana!

    O blog JOVEM JORNALISTA retornou do HIATUS DE INVERNO com dois posts interessantes.

    Até mais, Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  5. Sim, sim, sim e sim!
    Sempre corto, ou mudo a cor dos fios, quando preciso mudar a minha vida. É como tomar para si as rédeas do próprio caminho e faz uma diferença danada dentro da gente.
    Adorei o texto e sua escrita é maravilhosa, tão bonita e poética, parabéns!

    Carinho, Yasmin
    www.entremcc.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita e por seu comentário!
Leio e respondo a todos com muito carinho.
Pode esperar que eu vou fazer uma visita a você logo mais para retribuir.
Beijos no coração ♡
Volte voando!

© Borboletra